28/09/20 12:22

A pandemia da COVID-19: como tudo começou e por que o vírus se espalhou pelo mundo?

E por que precisamos aprender a conviver com o novo Coronavírus ?



A pandemia da COVID-19: como tudo começou e por que o vírus se espalhou pelo mundo?

A palestra da noite de abertura do 1º Congresso Virtual da SBPC/ML, teve como tema "A pandemia da COVID-19: como tudo começou e por que o vírus se espalhou pelo mundo?", da Dra. Nancy Cristina Junqueira Bellei. A Professora Nancy é médica, professora afiliada, e pesquisadora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), na área de Infectologia e Virologia Clínica. Ela é membro da International Society of Influenza and Respiratory Viruses Diseases e consultora científica tanto do Ministério da Saúde como da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para pandemia de Coronavírus. Durante sua palestra, destacou as diversas incertezas científicas presentes ainda hoje em relação ao Coronavírus. Mas baseada em evidências e fatos científicos, ponderou que a sociedade terá que aprender a conviver com os vírus da família Coronavírus.

Ela iniciou lembrando que em 2018 Bill Gates anunciou, em evento em Boston (EUA), que uma nova epidemia poderia matar 30 milhões de pessoas em seis meses. No ano em que completava 100 anos de uma das piores gripes que assolou a humanidade, a gripe Espanhola, que matou entre 50 a 100 milhões de pessoas em todo o mundo, o empresário nos lembrou sobre o risco de uma dinâmica viral acelerada.

Ela repassou momentos importantes da epidemia, como a primeira notícia publicada no The Washington Post, em 05 de janeiro de 2020, na qual a China admitia um surto por uma nova espécie de Coronavírus, lembrando que a primeira transmissão em humanos provavelmente ocorreu em outubro ou novembro de 2019.

As chances de um novo Coronavírus "saltar" de outras espécies para a espécie humana é enorme. Existem dois outros Coronavírus de origem em morcegos sendo estudados pelos chineses nesse momento e que estão sendo considerados pré-pandêmicos.

Dentre as características que fazem o novo SARS-Cov-2 ter tido essa rápida expansão mundial é que seu potencial de fidelidade replicativa é altamente elevado, cerca de 20 vezes maior que de outros vírus similares.

A Dra. Bellei explicou ainda as implicações da estrutura do vírus nos testes diagnósticos e a aposta de muitos dos estudos de vacina baseados na proteína spike, criando anticorpos neutralizantes para impedir que o vírus possa entrar na célula.

Após passar pelos efeitos do novo Coronavírus nos pulmões, coração, pâncreas, cólon, sistema nervoso central e microcirculação, a palestrante respondeu às perguntas do Dr. Carlos Eduardo Ferreira, presidente da SBPC/ML, sobre a possibilidade desse vírus ter sido criado em laboratório. Ela não acredita nesta hipótese pois é muito mais provável, e até esperado, que os Coronavírus tenham este potencial naturalmente.

Respondendo ao Dr. Leonardo Vasconcellos, diretor de Ensino da SBPC/ML e coordenador da grade científica do 1° Congresso Virtual SBPC/ML, sobre a questão do isolamento social, a Dra. Bellei comenta que vamos precisar aprender a conviver com esta nova realidade, tendo visto que o Brasil, junto com os Estados Unidos, detêm o maior número de casos, ainda assim há consenso entre os especialistas que a sociedade não suportaria mais um isolamento longo, por questões sociais, emocionais e econômicas. Em Hong Kong, estão acompanhando e ajustando semanalmente conforme os dados de novos casos. "Precisaremos de mais testes, mais monitoramento, mas teremos que aprender a conviver", conclui.

A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) é uma Sociedade de Especialidade Médica, fundada em 1944 e que atua na área de laboratórios clínicos. Com sede na cidade do Rio de Janeiro, tem como finalidade reunir médicos com Título de Especialista em Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e de outras especialidades como farmacêutico-bioquímicos, biomédicos, biólogos e outros profissionais de laboratórios clínicos, além de empresas do setor. A especialidade médica responde por apoio a 70% das decisões clínicas do país, influenciando desfechos e resultados econômicos da assistência à saúde.




contatos para imprensa

fernanda dabori

fernanda.dabori@advicecc.com

(11) 5102-5255

luana rodriguez

luana.rodriguez@advicecc.com

(-) -

Bruno Escudero

bruno.escudero@advicecc.com

(11) 5102-5258