A reputação é um elemento crítico para o sucesso de uma marca. Enquanto as empresas investem milhões para proteger e fomentar suas reputações por meio da imprensa e da publicidade, existe um segmento importante que muitas ignoram: as ferramentas de busca.

Todas as organizações marcam presença no Google, que controla 92% do mercado de busca do Reino Unido. Gostem as empresas ou não, milhares de pessoas estão digitando o nome da sua marca no Google e vendo os resultados. Uma empresa varejista mais procurada entre a lista FTSE 100², recebeu mais de seis milhões de buscas por mês, sendo que metade do tráfego de seu próprio site (47,5%) vem de ferramentas de busca, um pouco acima da média de 47% entre as empresas FTSE 100.

Por saber como reputações são construídas ou destruídas através de percepções externas, queríamos saber o que clientes, jornalistas, investidores e outros encontram quando fazem buscas pelas maiores empresas do Reino Unido, e o que isso significa para seus negócios.

Usando o software de busca de reputação próprio da Grayling, o GCore, nós também queríamos entender a ligação entre a imagem das empresas FTSE 100 em ferramentas de busca e o desempenho de seus negócios. Qual é o impacto de uma imagem negativa logo na primeira página de uma busca em termos de danos à reputação, oportunidades perdidas e seus efeitos na hora de contratar talentos para construir seu futuro? Como os visitantes são influenciados pelo que veem no Google, estimamos que resultados negativos na busca podem custar às empresas FTSE 100 quase 15 milhões de leads por mês.³ Nossos resultados mostram ainda que a mídia é responsável por 99% do conteúdo negativo, então a pergunta é: como uma marca com uma presença online negativa pode mudar sua estratégia usando relações públicas e marketing de conteúdo?

Descobrimos que, em média, as empresas FTSE 100 têm duas reportagens não geradas por elas na primeira página de buscas sobre sua marca. Manchetes e análises negativas podem ser prejudiciais para sua percepção, reputação e os resultados comerciais.

Queríamos saber o que clientes, jornalistas, investidores e outros encontram quando fazem buscas pelas maiores empresas, e o que isso significa para seus negócios.

No Relatório de Reputação Online Grayling 2018, destacamos os principais desafios que empresas FTSE 100 enfrentam com as buscas no Google. Descobrimos os principais veículos de comunicação que influenciam decisões de acordo com sua presença nas buscas, analisando os fatores que determinam como as marcas podem defender e proteger suas reputações nesta plataforma.

Faça o download grátis aqui!

Basta preencher abaixo.

Afiliada:

abracom-logo2.png
abradi_sp.png
conrerp-2-logo-paginas-conteudo.png

Rua Alcides Ricardini Neves, 12

Cjs 1005/1009 – Brooklin

04575-050 – São Paulo – SP

(+55 11) 5102-5252

advice@advicecc.com

rh@advicecc.com

© ADVICE Comunicação Corporativa 2007-2018